Os fantasmas da (i)moralidade religiosa querendo assombrar o ensino de biologia

Por Sergio Viula

Privar os jovens de informação de qualidade é crime. Esse livro é da 8ª série, não é do jardim de infância, não, doido!!!!

A contínua pregação da (i)moralidade judaico-cristã — que, por um lado, tenta justificar assassinatos, estupros, saques contra povos inteiros, além de outras atrocidades, em nome do sanguinário Yavé,  e que, por outro lado, demoniza qualquer sinal de conhecimento genuíno que coloque o ser humano em sintonia com seu próprio corpo, sua pisque e o mundo que o rodeia — parece não ter fim, pelo menos, nas cabeças de alguns pelegos imbecis que ainda resistem ao avanço científico-tecnológico.

A mais nova polêmica se refere a um livro didático, e já foi parar nas mãos do Ministério Público para avaliação. Não se espantem. Provavelmente, não dará em nada. E por que não?

Primeiro, porque as ilustrações são parte de um conteúdo sobre biologia voltado para a 8 série.

Segundo, porque não existe nada de impróprio ou ‘pervertido’ no material visual ou escrito.

Além disso, o conteúdo e as ilustrações estão em sintonia com o currículo estabelecido pelo MEC e foram aprovados por especialistas da área de educação, fazendo parte de uma estratégia educativa que visa à prevenção de uma série de problemas relacionados à falta de conhecimento do corpo humano e suas funções — coisa que todos, mas principalmente os adolescentes precisam saber, e com urgência cada vez maior.

Como bem colocou uma mãe contrária a esse frisson todo (para o G1), muitos problemas poderiam ser evitados com educação preventiva:

“Enquanto alguns pais querem a retirada do livro, outros são contra o abaixo-assinado. É o caso de Luana Amorim, mãe de uma aluna de 13 anos que estuda na escola onde os livros foram distribuídos. Para ela, falar abertamente sobre sexualidade é um modo de instruir os jovens e evitar a gravidez na adolescência.”

“‘Eu sou favor de se manter o livro, talvez se esses adolescentes tivessem mais instrução sobre sexualidade não teríamos um país com tanta gravidez na adolescência. Uma amiga da minha filha engravidou com 12 anos. Se ela tivesse alguma noção sobre sexualidade, e também métodos anticoncepcionais, a gravidez dela poderia ter sido evitada. Então como mãe eu não posso ser contra esse livro’, afirma Luana.”

Todo esse fuzuê nada mais é do que um reflexo dos recalques causados pela pregação religiosa, direta ou indiretamente, que culpabiliza e demoniza o corpo e suas funções. Leia mais em “De onde vem essa história de que a carne é fraca?

Quanto à justificativa dada por uma das mães revoltadas, de que esse tipo de educação deve ser dado em casa, isso não passa de demagogia barata. Se essa mãe desse mesmo esse tipo de educação em casa, ela não veria nenhum absurdo nessas lições. E por quê? Porque o filho ou a filha estaria apenas revendo, na escola, e do ponto de vista da biologia, o que a própria mãe ou pai já teria dito em casa. Mas a verdade é que esses pais não dizem e não querem que ninguém diga o que esses adolescentes precisam saber, seja para se tornarem capazes de concorrer no mercado ou para sobreviver no mundo da vida.

Acontece que educação é responsabilidade do Estado, não só da família — e isso está dito na Constituição claramente.  Tanto assim que pai ou mãe que não mande o filho ou a filha para a escola pode receber punição judicial. É crime privar a criança de educação formal reconhecida pelo Estado. E essa educação inclui, sim, biologia e outros campos de conhecimento.

Se dependesse dos fanáticos, as pessoas não teriam acesso sequer a coisas tão básicas quanto vacinação. Esses espantados com qualquer vulto costumam atribuir todo mal ao diabo e todo bem a deus sem se darem conta de que o universo não está povoado de deuses e demônios, mas de micróbios e predadores de todos os tamanhos, cores e sabores. Pior ainda, nem tudo o que eles chamam de mal é mau e nem tudo o que eles chamam de bem é bom — o que constitui outro problema.

Por outro lado, não faltam espertalhões para viverem da ignorância destes e de outros fanáticos ou simplesmente mal-informados. Tem líderes religiosos que instigam as congregações contra o conhecimento, mas nunca contra as violências a que são submetidos seus filhos nas suas próprias agremiações religiosas e até dentro de suas casas – violências que vão desde ameaçar essas crianças e adolescentes com maldições diabólicas e infernos eternos até o abuso sexual perpetrado por aqueles que adorariam que essas mesmas crianças e adolescentes permanecessem ignorantes sobre seus próprios corpos e seu funcionamento. Também não se preocupam em dar a menor instrução sobre como se protegerem, seja do ponto de vista microscópico ou do ponto de vista de outros predadores, inclusive aqueles que estabelecem relações abusivas de todo tipo com esses menores, seja em casa, na igreja, na vizinhança, etc.

Pastores, padres e outros líderes ‘espirituais’ que fazem muito alarde contra tudo o que remete ao corpo são provavelmente as pessoas com mais questões a resolver com relação a si mesmos, o uso do próprio corpo, e o respeito ao corpo alheio.

Abra o olho. Fé demais não cheira bem. Já o perfume do conhecimento genuíno não faz mal a ninguém!!!

Está pensando que é exagero? Veja quantos pastores foram para a cadeia só nesse mês de março: 

Só em março de 2017: ONZE PASTORES PRESOS

E tem até pastor da Assembleia de Deus que “comia” as netas.

Mas, segundo esses crentes, estudar biologia é que é do diabo.

Conta outra, fanático!

Essa é a mesma gente que quer impedir o ensino da Evolução, da Diversidade Sexual, da Igualdade de Gênero, da Laicidade do Estado, mas que adora enfiar pregação religiosa em horário de aula ou eventos escolares.

NÃO AO PROSELITISMO RELIGIOSO NA EDUCAÇÃO E À INTERFERÊNCIA RELIGIOSA NO GERÊNCIA DO ESTADO.

EDUCAÇÃO LAICA E DE QUALIDADE SEMPRE!

 

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Os fantasmas da (i)moralidade religiosa querendo assombrar o ensino de biologia

  1. Sérgio Viula, meu amigo, quanto tempo! Prazer imenso me deparar novamente com os seus brilhantes textos. Cara, como sempre, esses levantes fundamentalistas, estão recheados de hipocrisia e, mais, falta de conhecimento sobre aquilo que protestam!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s